Apresentações no Angrad 2017

Apresentações de três trabalhos de alunos foram feitas no Congresso Angrad de 2017 sob orientação da professora Patricia Matsuda

Ecossistemas de inovação: Conectando Startups Abertas Às Àreas De P&D Das Grandes Empresas

Aluna: Gabriela Valim

Essa pesquisa tem por objetivo mapear e estudar os ecossistemas de inovação das grandes empresas, as quais se alteram com a abertura do conhecimento para além de suas fronteiras, com a chamada inovação aberta. Pesquisou-se os agentes das startups (os empreendedores), e como a sua relação com o P&D das grandes empresas vêm alterando a dinâmica de suas relações. Esse estudo teve aplicação empírica, no Desafio Brasil[i] especificamente no programa 100 Open Startups, concurso que viabiliza a conexão, por meio de uma plataforma de comunicação, entre startups de sucesso com áreas de P&D das grandes empresas. Para metodologia quantitativa de análise, foi feito uma pesquisa exploratória, com aplicação de questionários às startups participantes do concurso. Como resultado, se têm a geração de inovação aberta entre startups e grandes empresas. A presente pesquisa contribuiu para a construção do conhecimento sobre inovação aberta no Brasil.

Palavras-chave: Inovação aberta. Startups. Empreendedores. Ecossistema.

[i] O Desafio Brasil é um programa educacional voltado ao empreendedorismo e a inovação onde startups de jovens empreendedores competem pelo reconhecimento e visibilidade da comunidade de venture capital nacional e internacional.

Em sua 10ª edição, a iniciativa da FGV-Eaesp realizada pelo Centro de Estudos em Private Equity – GVcepe e pelo Wenovate, consolidou sua sólida trajetória e percorreu 10 Capitais da Inovação oferecendo acesso a recursos que contribuíram para que ideias empreendedoras atingissem todo o seu potencial e ficassem em evidência no movimento Open Startups. (DESAFIO BRASIL, 2016).

 

Startup Enxuta: Um Estudo Acerca Do Lean Manufacturing Aplicado Às Empresas Do Cubo

Alunos: Gabriel Palma, Eder Roveda e Mairon Maciel

A administração de uma organização deve ser feita de maneira eficiente, como é o caso da inovação em empresas nascentes, as chamadas startups, que possuem um alto grau de alavancagem e podem ser pertencentes ao setor de tecnologia. O objetivo dessa pesquisa foi estudar as startups e como elas utilizam o modelo de produção enxuta. Esse trabalho foi analisado, na perspectiva dos empreendedores e suas startups localizadas no Cubo, espaço de co-working criado pelo Itaú em parceria com o fundo de investimento Redpoint eVentures na qual abriga diversas startups. Para tal, se fez necessário a aplicação de um questionário qualitativo com empreendedores desse espaço. As entrevistas foram realizadas com um total de dez empreendedores, foi possível verificar o quão preparado os mesmos estão quando usam as ferramentas do Lean Manufacturing.

Palavras-chave: Lean Manufacturing. Startup Enxuta. Empreendedorismo.

 

Análise Do Valor de Mercado Nas Empresas Do Setor de Tecnologia: Aplicação do Estudo Na Apple

Aluno: Walter Junior

O processo de inovação permitiu as empresas ao longo do tempo diferenciar seus produtos agregando valor, de modo a colocá-los à frente de seus concorrentes. Esse trabalho busca analisar a importância e o impacto do processo de inovação atualmente, principalmente no valor de mercado da empresa e como a inovação pode influenciar a percepção dos acionistas do mercado. Por tanto, o foco desse trabalho é voltado para a empresa Apple e para a análise de seus dados. O estudo conta com a pesquisa de método qualitativo, para isso, foi aplicado um questionário com alguns investidores e também foram coletadas informações sobre a formação e a carreira dos dirigentes da empresa. Como resultado, observou-se que essa empresa possui o maior valor de marca do mercado, condicionado por seus ativos intangíveis, como por exemplo, a inovação e o conhecimento.

Palavras-chave: Inovação. Ativos intangíveis. Valor da marca.

, , ,

About Patricia Matsuda

Possui Graduação em Administração Pública pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). Mestrado (2010) e Doutorado (2015) pelo Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos. Realizou o doutorado sanduíche na University of Manchester - Manchester Business School (06/2013 - 04/2014). Foi Professora Universitária das Faculdades Integradas de São Carlos pelo período de dois anos (2007 - 2009). Foi bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) desde 2011 até 2014. Participa do Núcleo de Estudos em Sociologia Econômica e das Finanças (NESEFI). Foi Professora da disciplina de Operações, Serviços e Sistemas Produtivos II e orientadora de TCC no curso de Administração na Faculdade Sumaré. Ainda na Faculdade Sumaré foi Professora Conteudista da disciplina de ensino à distância Aplicação e Análise de Casos desde 2014 até 2017. É atualmente Professora da disciplina de Gestão Estratégica da Inovação e Teoria da Inovação e Competitividade para o curso de Administração no Centro Universitário da FEI - Unidade São Bernardo do Campo. Participa ativamente de eventos de Empreendedorismo, criatividade, inovação e startups como: Avaliadora na Bootcamp Final e Demoday do InovAtiva Brasil ; Palestrante na Oficina de criatividade e inovação do FEI Portas Abertas ; Avaliadora no Pitch Fight do Centro Universitário FEI ; Participação da organização do Congresso de Inovação no Centro Universitário FEI; Avaliadora de projetos no evento Inova FEI; Jurada no Startup Weekend edição ABC. Atualmente conduz pesquisas de iniciação científica com alunos do Centro Universitário FEI, com bolsa Pipex, nos seguintes temas: Startup Enxuta, Empresas do Cubo, Análise de ativos intangíveis, Startups abertas, Wenovate, Aceleradoras e Incubadoras de startups.
View all posts by Patricia Matsuda →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *